Acre registra mais de 500 casos novos de Covid-19 em 24 horas e mortes já chegam a 87

Foram 524 casos entre sexta-feira (22) e sábado (23).

Do total de casos, 1.322 são considerados curados.

Acre registra mais de 500 casos novos de Covid-19 em 24 horas e mortes já chegam a 87 Odair Leal/Asscom-AC O Acre registrou, em 24 horas, 524 casos novos de Covid-19.

O número saltou de 3.343 para 3.867 até o boletim deste sábado (23) divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre).

O número de mortes também registrou aumento.

Agora, com mais sete mortes, as vítimas fatais da doença já somam 87.

Além dos casos confirmados, mais 1.209 aguardam análise dos exames.

A taxa de contaminação no estado é de 438,5 para cada 100 mil habitantes.

Das 22 cidades, apenas Manoel Urbano, Jordão e Porto Walter não tem casos da doença.

Os casos novos foram registrados em 13 cidades do estado.

Das 87 mortes registradas em todo o estado, 75 foram em Rio Branco; três em Plácido de Castro; três em Cruzeiro do Sul; duas em Tarauacá; uma em Acrelândia; uma em Assis Brasil e uma em Sena Madureira.

A taxa de letalidade do estado é de 2,2.

Mortes Das novas sete mortes registradas, três foram nesta sexta-feira (22).

Seis foram em Rio Branco e uma em Cruzeiro do Sul, registrada em dias anteriores e confirmada somente após o exame.

O primeiro óbito de sexta é de um homem de 69 anos, que estava internado no pronto-socorro de Rio Branco e que não tinha histórico de outras doenças.

Outro idoso morreu também na sexta.

Era um homem de 81 anos, que deu entrada na UPA do 2º Distrito no dia 16 de maio e morreu seis dias depois.

Ele também não registra outras comorbidades.

A professora aposentada Antônia Damasceno Vasconcelos de Freitas, de 68 anos, é a terceira morte registrada na sexta.

Ela era transplantada e também tinha pressão alta.

A família chegou a informar que ela também era diabética.

Antônia morreu 22 dias depois do marido, que também foi acometido pela doença, morrendo no final de abril.

O quarto óbito foi de uma idosa de 70 anos, que entrou no dia 16 de maio no Pronto-Socorro de Rio Branco.

Ela morreu nesta sexta-feira e não há registros de outras doenças.

O quinto óbito que entrou na lista foi o de uma mulher de 94 anos, que morreu na pronto-clínica de Rio Branco.

A Sesacre informou que não sabia a data que ela deu entrada na unidade, mas que morreu no dia 19 de maio.

A idosa também sofria com hipertensão arterial sistêmica. O sexto óbito em Rio Branco foi registrado no dia 17 de maio.

É de um homem de 41 anos que estava na UPA do Segundo Distrito.

Ele morreu uma dia depois de dar entrada na unidade.

A Saúde informou que ele tinha sequelas de acidente vascular cerebral e úlcera infectada. Já a outra morte foi registrada em Cruzeiro do Sul.

Uma mulher de 38 anos, que havia dado entrada no Hospital do Juruá no dia 9 de maio e morreu no dia 14.

Na sua declaração de óbito, não consta registro de comorbidades, segundo a Saúde.

A maioria das mortes ocorre no sexo masculino.

Das 87 mortes, 56 são de homens e 31 de mulheres.

Além disso, das vítimas, 76 % apresentavam algum tipo de comorbidade, segundo a Saúde.

Números A Saúde também já contabiliza, até este sábado, 1.322 pacientes recuperados.

Dos pacientes que seguem em tratamento, 2.378 estão em isolamento domiciliar e 80 internados, sendo que 15 seguem na UTI e 65 em enfermarias.

Até este sábado, o Acre já fez 10.674 exames, sendo que 5.598 foram descartados, 3.867 confirmados e mais 1.209 seguem em análise.

As cidades com maior taxa de contaminação, respectivamente são: Acrelândia: 845,6 Plácido de Castro: 703,4 Rio Branco: 637,3 Cruzeiro do Sul: 487,7 Senador Guiomard: 373,5 Casos de Covid-19 por cidades Secretário fala sobre andamento das obras dos hospitais de campanha
Categoria:Acre